AEI NEWS

Uma publicação da AEI Associação Espírito Santense de Imprensa

Casa da Cultura de São Mateus será entregue em maio

Casa da Cultura de São Mateus

 

Antes do início do Ciclo do Café, no século XIX, a região de São Mateus já chamava a atenção pela bela arquitetura de seus casarios coloniais. Este conjunto deu origem ao Sítio Histórico de São Mateus que abriga a Casa da Cultura Largo do Chafariz, um casarão antigo que atualmente sedia a Secretaria de Cultura da região. Para restaurar a memória e a beleza do local, em outubro de 2015 a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) iniciou a reforma da Casa da Cultura, que será entregue em maio e terá uma novidade: será um espaço multiuso para atividades culturais.

Durante a reforma, foram feitas as seguintes modificações: substituição dos pisos, recuperação das fachadas, construção de calçadas e rampas de acessibilidade, revisão de toda a rede elétrica e sanitária, iluminação interna e equipamentos para apresentações culturais e exposições, climatização dos ambientes.

Para o professor de dança do Projeto Belas Artes, Marcelo Oliveira, reformar o casarão Largo do Chafariz é dizer à comunidade local que sua história tem valor e assim contribuir para o desenvolvimento individual de cada morador. “O projeto e o casarão estão localizados em uma região de grande importância histórica para a cidade e para a identidade da população. Há uma expressão que diz que para escravizar um povo basta tirar-lhe sua cultura, pensando nisto, acredito que para potencializar a existência de uma população devemos valorizar sua cultura”, afirma.

Requalificação Urbana

O sítio Histórico de São Mateus e as demais vias de entorno também irão passar por obras de requalificação urbana. O objetivo é melhorar as condições gerais de mobilidade nas vias do perímetro da área de vizinhança, pavimentando todo o local. A execução do projeto será feita pela empresa Arquistudio Arquitetura e Urbanismo. “De forma adequada, o projeto irá harmonizar a convivência entre os pedestres e moradores da região, considerando também características de acessibilidade. O pátio do sítio histórico é um impedimento para a realização de diversas atividades culturais, além de ser de difícil acesso”, afirma o secretário de Estado da Cultura João Gualberto Vasconcellos.

O valor da reforma é de R$ 1.118.752,44, custeado pelo Instituto Sincades em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e a Prefeitura Municipal de São Mateus.

Histórico

Situado às margens do Rio Cricaré, o Sitio Histórico Porto de São Mateus traz em seu conjunto a mescla de passado e presente, sempre com grande conotação cultural. Prova disso é que o mesmo Porto que hoje pulsa com os projetos como o Ponto de Cultura Capoeira Dendê, o Escola de Dança Belas Artes, Ceramista – Hosana e Ângela, Artista Plástico Euclides Rampinelli, Projeto Reconstruindo a Vida – Tambores do Porto, Pousada e Restaurante Sambura, Sala Ciro Sodré, Projeto Violão no Porto – Marcos Assadi e Museu África Brasil – Maciel de Aguiar. É também aquele que representa parte importante da trajetória mateense e capixaba, sobretudo no que tange aos tempos de colônia e Império.

AEI NEWS © 2015 Frontier Theme